Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2007

Mar Português

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma nao é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

                    Fernando Pessoa
	(Tiago Vieira nº 20)
publicado por 10csb às 13:51
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Ser Poeta

. A AIA

. O SUAVE MILAGRE

. Amor de Perdição

. PEREGRINAÇÃO

. Sonho

. Invocação à Noite

. Olhando o mar, sonho sem ...

. Mar Português

. O Fogo que na branda cera...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds