Quarta-feira, 31 de Janeiro de 2007

A Maturidade!


  Ele precisava da boa influência dela, das suas lições de celebração do específico; como preencher o presente e ser preenchido por ele até ao ponto em que a identidade se esbatia até ao nada. Encontrava-se sempre parcialmente em qualquer outro lado, nunca prestava inteiramente atenção, nunca estava realmente sério. Não era essa a ideia de Nietzsche sobre a verdadeira maturidade, atingir a seriedade de uma criança a brincar?
Autor
: McEwan , Ian   Tema: Maturidade
Fonte: A Criança no Tempo

                                                                 in livro de citações online

                                                                                        (Guilherme Sousa)
 
publicado por 10csb às 21:17
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Ser Poeta

. A AIA

. O SUAVE MILAGRE

. Amor de Perdição

. PEREGRINAÇÃO

. Sonho

. Invocação à Noite

. Olhando o mar, sonho sem ...

. Mar Português

. O Fogo que na branda cera...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds